Nick Vujicic: Mesmo quando não recebemos um milagre, podemos ser milagre em outras vidas"

Naty, Publicado em 24/02/2018

Mais que um exemplo de superação, o evangelista e palestrante Nick Vujicic acabou se tornando um exemplo de fé e resiliência diante das adversidades. Nascido sem os braços e as pernas, ele conta seu impactante testemunho no livro "Be the Hands and Feet" ("Seja os Braços e Pés") e não se cansa de compartilhar a forma como descobriu que somente o Evangelho tem as respostas para as questões mais complexas da vida.

Vujicic conta que sua própria vida era cheia de questionamentos, inclusive grandes dúvidas sobre os planos de Deus para sua vida e até mesmo sobre a efetividade do amor de Deus. "A medida que eu ia crescendo, realmente duvidava que Deus tivesse um plano para mim. Enquanto orava pelo milagre físico de ter braços e pernas milagrosamente, vi que minha oração não era atendida. Perguntei-me: 'onde está o amor de Deus?'; 'Por que nasci desse jeito?'. Essas e muitas outras perguntas estavam passando por minha mente", contou.

Mas conforme conta em seu livro, o Evangelho veio como resposta aos seus questionamentos e ele então passou a entender mais sobre como os planos e o amor de Deus estão além do entendimento humano. "Aos 15 anos, li o capítulo 9 do evangelho de João. Vi a história de um homem que nasceu cego e ninguém sabia por que ele havia nascido desse jeito. Jesus disse: 'Isso aconteceu para que as obras de Deus fossem reveladas através dele'. Foi aí que eu percebi que se Deus tinha um plano para aquele cego, Ele também tem um plano para mim. Essa é a ieia inteira deste livro", explicou.

Propósito

Nick destacou que é da natureza humana ficar envolvido pela rotina e potencializar as dificuldades do cotidiano, mas é preciso manter o foco no propósito maior da vida, que é expressar o amor de Deus às pessoas. "É muito fácil, em nossas vidas, ficarmos tão envolvidos com nossas rotinas do dia-a-dia e nos concentrarmos em nossas lutas que esquecemos de ver o contexto maior. Onde quer que possamos estar, precisamos compartilhar o Evangelho. Precisamos compartilhar o amor e servir as pessoas", lembrou. "A maneira como Deus pode transformar a vida de alguém não é apenas para nós O recebermos como filhos individualmente. É para então compartilharmos como essa transformação aconteceu para nós". 

Tendo evangelizado mais de um milhão de pessoas, o evangelista destacou que não vê este feito como uma conquista pessoal, mas sim o cumprimento de uma ordenança de Cristo.
"A minha esperança é que quando eu estiver face a face com Deus, ele dirá: 'Muito bem, meu servo bom e fiel'. Mas talvez ele possa olhar por cima do meu ombro e perguntar: 'quem mais você trouxe?'. Quando tudo é dito e feito, e você completa a corrida, a única coisa que você leva com você é a sua alma. Então deixe os outros saberem sobre o poder redentor de Jesus Cristo em suas vidas também", disse.
"Quando você sabe disso, dá-lhe uma visão eterna da vida. Por um lado, eu clamei por um milagre. Mas, mesmo quando não recebemos um milagre, ainda podemos ser um milagre para outras pessoas. Eu descobri que posso ser um milagre na vida de outros", finalizou.

Fonte:https://www.instagram.com/p/BfhA2Ljgb5S/?hl=pt-br&taken-by=notasgospel

Outros posts como este